Em jogo igual, Ponte empata em 1 a 1 com gol de Fellipe Bastos e vai decidir o título da Copa Total Sul Americana contra o Lanús na Argentina

Publicado em: 04/12/2013


Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

Tudo igual no placar, com dois gols marcados de bola parada em cobranças de falta indefensáveis e a Ponte Preta irá decidir o título da Copa Total Sul Americana na próxima quarta (11) na Argentina, contra o Lanús. Levará a taça aquele que vencer a partida – no tempo normal, prorrogação ou pênaltis – já que não há a vantagem de gol marcado fora de casa.

 

Antes disso, o próximo compromisso da equipe alvinegra será às 17 horas do domingo (08) contra o Internacional, no estádio Centenário em Caxias do Sul, pela 38º e última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A de 2013. Já rebaixada, a Macaca deverá atuar com time reserva, já que o técnico Jorginho quer força total na partida de volta, em busca do primeiro título internacional dos 113 anos de história da Ponte Preta.

 

O Jogo:

 

A Ponte Preta chegou ao ataque primeiro. Aos 6 minutos, Fernando Bob arriscou de fora da área e mandou por cima do travessão. Aos 15, Uendel cruzou da esquerda, a bola fez curva e quase foi parar dentro do gol adversário. Cinco minutos depois, Elias chutou forte de fora da área e parou nas mãos do goleiro Marchesin.

 

Aos 21 minutos, Fellipe Bastos carregou pelo meio e chutou da entrada da área, mas o goleiro adversário defendeu novamente. Três minutos depois, Elias arriscou de fora e mandou pela linha de fundo. Aos 26, Rildo puxou contra ataque rápido pelo meio e tocou para César, na esquerda, chutar para a defesa de Marchesin.

 

Aos 35 minutos Elias cobrou escanteio da direita e César desviou de cabeça para fora. Aos 40, Velazquez cruzou da esquerda e Roberto deu um tapa para desviar que a bola que tinha como destino o gol. Quatro minutos depois, Pereya fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Santiago Silva, sem goleiro, tocar para fora. Sem tempo para mais nada, o primeiro tempo foi encerado sem acréscimos.

 

No segindo tempo, o Lanus veio para cima nos minutos iniciais, mas a zaga da Macaca segurou. Aos quatro, Felipe Bastos fez bela jogada, mas foi desarmado e pediu falta, não anotada pela arbitragem. Na sequência, Roberto segurou bola de Ortiz. Aos cinco, Elias recebeu passe de Rildo na primeira boa chance efetiva pontepretana na etapa complementar, mas a bola foi desviada pra escanteio.

 

No minuto seguinte Elias passou para Leonardo, que teve boa chance, mas não conseguiu finalizar.Aos sete, grande contra-ataque da Macaca, Elias chutou, o goleiro Marchesin espalmou e Leonardo ainda tentou novo, mas estava impedido. Aos nove, Artur entrou pela direita, mas foi parado por falta por Pereya, que recebeu amarelo. Uendel cobrou e Marchesin defendeu.

 

No lance seguinte, bela jogada de Fellipe Bastos para Artur, com Leonardo perdendo a cabeçada em cima do lance. Na sequência , o Lanús atacou e o juiz marcou falta de Sacoman em Silva. Goltz cobrou com perfeição, sem chance para Roberto, que assistiu a bola balançar as redes. A Ponte foi pra cima no lance seguinte e Elias quase marcou, mas a bola saiu pro escanteio. Pouco depois, César teve nova chance.

 

Aos 16, Pereya pegou a bola impedido, mas o juiz não marcou e Fernando Bob correu e deu carrinho para salvar. Na cobrança de falta, Roberto salvou com categoria. Dois minutos depois, Jorginho tirou Bob e colocou Adailton no lugar. O Lanús continuava marcando pesado e deu falta dura em Rildo, não assinalada pela arbitragem.

 

Aos 22, Artur deu falta em Silva, que aproveitou a vantagem e chutou bem, mas Roberto segurou – o lateral da Macaca recebeu amarelo. O técnico argentino então tirou Melano para entrar Victor Ayala.

 

O jogo começou a ficar mais travado, em especial pela marcação e faltas do time argentino. Aos 29, Rildo deu lugar a Chiquinho, que três minutos depois matou a bola em belo voleio e chutou para o gol, por cima do gol. No lance seguinte, Chiquinho tomou falta no bico da área – assinalada pelo bandeirinha - e Izquierdoz recebeu amarelo. Fellipe Bastos cobrou com perfeição e empatou com um golaço, aos 33, incediando a torcida.

 

Aos 36, saiu Diego Gonzales e entrou Barrientes no Lanús. Aos 40, Leonardo foi derrubado no campo de defesa do time argentino. Na cobrança, mais uma brilhante cobrança de Fellipe, no travessão. Leonardo pegou o rebote, mas não conseguiu concluir. Jorginho fez a terceira substituição, colocando Magal no lugar de Elias. O Lanús também mudou, e colocou Benitez no lugar de Pereya.

 

Em falta controversa aos 45, Uendel foi amarelado – foi o terceiro do atleta, que irá desfalcar a Macaca no jogo na Argentina. Guerreira, a Ponte prosseguia no ataque, mas sem sucesso. O juiz deu três minutos de acréscimo eo Lanús também se lançou ao ataque, em um final de jogo franco e com muita emoção.  Mas não houve tempo para mais nada e o placar terminou em 1 a 1, com direito a aplausos dos quase 30 mil torcedores presentes.

 

 

Ficha Técnica:

 

Ponte Preta: Roberto; Artur, Cesar, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Fernando Bob, Fellipe Bastos e Elias; Rildo e Leonardo. Treinador: Jorginho.

 

Lanús: Marchesin; Araujo, Goltz, Izquierdoz e Velazquez; Gonzalez, Somoza, Ortiz e Melano; Santiago Silva e Pereya. Treinador: Guilhermo Barros Schelotto.

 

Data: 04/12/2013, quarta-feira – 21h50.

Local: Pacaembu, São Paulo-SP.

Árbitro: Roberto Silveira (Uruguai).

Auxiliar: Maurício Espinosa (Uruguai) e Marcelo Costa (Uruguai).

Cartões Amarelos: Diego Sacoman (Ponte Preta); Gonzalez (Lanús).

Gols: (Ponte Preta); (Lanús).

Público total: 28.959

Renda: R$ 589.375,00


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais